Loading...

terça-feira, 24 de abril de 2018

seu vôo

Eu voei. Pousei por sorte. Voei como quem caía, como quem dormia, como quem era abduzido e encantado. Eu amei aquelas luzes, mesmo as sabendo falsas como drones programados sem inteligência. Sem amor. Sem verdade. Sugestões do som na imagem. Eu rejeitei seu mundo. Todo ele. Seu .

Amor à distância

Distância
 É algo que atrapalha longe.
 E não ajuda nada, perto.

Amor

Há pessoas na vida que se sacrificam por nós e não traem a si mesmos e ao próprio sacrifício, permanecendo gratos pelo que ofereceram. A estes honramos. Não toleramos aqueles que perseguem os que fizeram tudo para não trair, em detrimento de quem por qualquer paranóia se entrega.Se ninguém jamais sacrificou tempo de vida, sem arrependimento e sem interesse próprio, por você e pelo ânimo, o espírito, que está em você. Você não pode entender o que pessoas como estas fizeram para nossa auto estima e amor. Sentimos muito e agradecemos a eles e a tudo que os tenha inspirado tamanha dedicação e persistência ao que eles mesmos sabiam e nos mostraram. É o mesmo que lhes mostramos. Apenas o que sabemos. Amor.

mais um pouquinho?

Eu escrevi poemas que fizeram gente vir de outro mundo. Apaguei e  passei a escrever sobre quem não existe, ao menos ainda. Já começam sinais de novo. Será que existe um céu ainda mais distante, frio e cruel, que possa apaixonar-me mais um pouquinho? Parece que sim. Tomara, deus!

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Amo. Amarei?

Amar é um verbo que se conjuga muito mais por esperança do que por certeza de ser recíproco.
 Pois o ser que ama deve dar liberdade ao ser amado,
 e manter, por liberdade, o benefício sagrado da duvida pertinente, à cada manhã:
"E, se a partir de agora, me amava? Amarei ainda assim?"

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Temos

Todos temos muitos passados. Fazemos deles uma enorme colcha de retalhos chamada memória. Cada passado leva á um mais recente. Alguns são percebidos desde muito, mas outros só se tornam claros quando tudo mais obscurece. É só então que a memória de todos os passados deve voltar.

De nada

Seu erro de cáuculo Foi pensar que eu te confundiria Com a dor que causou Ou com o sonho Que nunca teve Comigo Ou só Ver o passado E sorrir Comigo Ou só Não zombar De nada E só.