Loading...

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Dê uma pedrada na utopia.


Se a utopia corre, dê-lhe uma pedrada.
Mas pra derrubar , mesmo. 
Depois você faz aquele choque no peito e tals,
E aí, ressuscita-a.
Então quando ela estiver se reabilitando, explique que era pro bem dela, 
Que se não parasse de correr não aconteceria tudo isso que uniu vocês e tals.
É assim que a realidade faz.
Só que a utopia sempre morre, 
Ou fica com deficiências colaterais definitivas.
Como os paraísos onde houve revolução...
Mas sem pedrada,
Sem utopia.
(inspirado em Eduardo Galeano, e nos meus pés machucados)

Nenhum comentário:

Postar um comentário