Loading...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Lua




Lá vem a lua saindo,
Redonda como um tamanco.
Nesse mundo que é bonito,
Só pra quem tem algum no banco.

Vai uma estrela na frente.
Vai, como que guiando.
Vai contando piadas,
E a lua atrás, gargalhando.

Quando cheia como uma pizza,
Vê-se um cavalo no prato.
Um coelho , um sorriso,
Com uma piscada do lado

Outra noite, quando não veio,
Ouvi cantarem que ela traia.
Mas a cantora foi traída,
Pelo amado, que era do meio.

Mas qual não foi a surpresa,
Ao vê-la no céu noutro instante?
Rindo de ponta-cabeça,
da cantora, que rira antes.

Um prato, uma bola, uma pizza.
E a estrela, que sempre avisa,
Lá vem ela, de novo!
Quem é? Lhe dou uma pista:

Procure o nome da estrela,
E a história de quem era sua.
E encontrara os cantos de dor,
Da estrela planeta Vênus,
que era invejada, e até perseguida,


pela nossa vizinha , Lua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário