Loading...

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Mas, e se...

Num universo de entropia e incerteza, as palavras que devemos ter mais cuidado ao usar são:
-mas, e se...
Pois cada realidade evocada , exigirá um desfecho. E se ela não for fértil e benéfica, mas estagnante e nociva, impedirá o solo de produzir novas possibilidades, condição necessária para que haja aferição das probabilidades. Não haverá então respiração para as raízes mortas se desfazerem de seus gases e acumular apenas o que é nocivo, mantendo a terra seca. Mas uma névoa morna  fétida, cinza e quente substituirá os prados e florestas antes verdejantes.
E a natureza das idéias , realidade da mente, realidade última do ser humano, produzirá algo parecido com chorume, com odor de enxofre e amônia, no lugar de água, e cheiro de chuva.
A ecologia das idéias é tão importante a saúde mental quanto a diversidade delas.
Equilibre sua selva, seja ela de metal , concreto , árvores ou idéias.
Não há permanência . Faça sua natureza durar o máximo, e ser o mais bela e harmoniosa possível.
Um pica-pau vai achar que bater a própria cabeça é felicidade.
Mas você não tem que ser um pica-pau, se não for um pica-pau.
"Mas, e se..."
Use, sim. E não há moderação.
Apenas use com responsabilidade, e seja cuidadoso com a realidade que cria.
Pode acabar com só você dentro dela.
Boa sorte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário